sexo tântrico

Uma foda bem dada não é apenas uma boceta ensopada de tesão e uma pau duro pronto pra rasgar ela. É olhar, toque e sensações diverdas. Seja com as acompanhantes de Brasília ou com uma menina sem experiência sexual, o toque e o corpo num todo podem ser amplamente explorados e isso fará toda a diferença. O sexo tântrico, tão em voga nos últimos tempos, é algo ainda não muito explorado e nem conhecido pelas massas, mas é algo que você poderá trazer para suas fodas sem problemas.

Sem pressa!

Sexo tântrico é um oasis de sensações e toques. A genitália é a última parte a ser tocada, já quando o prazer é tanto que não conseguirar se segurar. A pressa pragmatiza tudo e transforma as sensações em algo mecânico. Essa palavra, inclusive, se repetirá muito neste texto, já que você precisa muito entender que o sexo bem feito é assim.

Massageiem-se mutuamente

Nem apenas ele, nem apenas ela. O toque no corpo trará enormes e diferentes sensações. Enquanto uma mão sobe a outra desce e assim o corpo vai desconbrindo cada lugar como uma zona erógena e de muito potencial. Óleos são sempre bem vindos, use movimentos circulares e vá explorando o que o outro der de feedback para que essa foda tântrica seja especial.

Explore o olhar!

Não existe uma foda boa e completa sem que os olhares sejam trocados com afinco e intensidade. A concentração é a chave para que os corpos clamem pelo toque, clamem pela pegada. É uma boa forma de potencializar o todo.

Entrega completa e simbiose entre corpo e mente

Sexo tântrico vai além da putaria. É sentir, é tocar, é explorar o corpo inteiro como arma para ter e dar prazer. É não se restringir aos genitais e usá-los como a cereja desse bolo perfeito. Entender o sexo tântrico é nunca mais ver uma foda com os mesmos olhos. Você pode muito mais!